Voz da Comunidade

Moradores da Serra fecham BR101 em repudio ao Comcidade. PRF reprime com violência

default (13)Indignado com o resultado da votação dos membros do Conselho da Cidade de Serra/ES, que concedeu a anuência por mais quatros anos para que a Mineradora Tervap continue a explorar o Monte Mestre Álvaro, o maior monte ao nível do mar e o principal cartão postal do Espírito Santo, que fica localizado na região do Bairro Pitanga e bairro Barro Branco.

A manifestação dos moradores de Pitanga, Barro Branco, Laranjeiras Velha e região de Barcelona que são os bairros mais prejudicados com a exploração das Mineradoras Tervap e Sobrita, inciou as 4 horas da manhã com o fechamento das duas pistas da BR101 na altura da entrada do bairro Pitanga.

Foi utilizado pelos moradores para fechar a BR101 pneus e madeira que foram queimados no asfalto. A manifestação correu de forma pacifica, acompanha por algumas viaturas da PRF e da Policia Militar do Estado do Espírito Santo.

A exigência dos moradores era que o Prefeito da Serra Audifax Barcelos (PSB) comparecesse ao local para falar com os moradores e apresentasse uma declaração publica cancelando a reunião do Conselho da Cidade que aprovou a anuência por mais quatro anos.

A população da Serra ja está cansada de esperar uma solução para esta questão que ja dura mais de 40 anos e que não traz grandes benefícios para a cidade. De acordo com os manifestantes, as pedreiras não pagam impostos a cidade e o número de empregos na cidade que mais cresce é insignificante em vista dos prejuízos que causam ao meio ambiente, ao turismo e aos moradores.

A manifestação seguiu pacifica até a chegada daTropa de Choque da PRF que utilizando bombas de efeito moral e balas de borrachas tentavam liberar a rodovia federal. O engarrafamento ja atingia cidades como Vitória e São Mateus.

Quando a tropa de choque da PRF iniciou a ação de retirada dos manifestantes, eles ja haviam tomado a decisão de liberar a pista. De acordo com os participantes, a tropa de choque poderia ter liberado a pista sem gastar nenhuma munição. Mas, os policiais continuaram a atirar em direção as casas no bairro Barro Branco e em manifestantes que permaneciam na via de acesso a Pitanga distante uns 50 metros da BR 101.

Um residencia as margens da BR101 onde reside varias crianças foi alvejada por três bombas de gás e vários moradores atingidos por balas de borrachas. Informamos aqui que esses moradores não foram atingidos na pista da BR 101, mas na rua do bairro Barro Branco.

A imprensa tradicional informou que houve confronto dos moradores manifestantes com a policia. Nós da TV Serra que realizamos a cobertura da manifestação desde as primeiras horas e como podem ver no final deste vídeo, não podemos considerar que houve um confronto ja que, os moradores não atacaram a PRF.

Para haver confronto é necessário que, os dois lados se enfrentem, o que não houve. Após a PRF atirar para os lados fora da BR 101, alguns moradores sentindo-se revoltados com a ação da policia jogou algumas pedras na BR101, mas não atingiram os policiais.

Jornalistas, fotógrafos e cinegrafistas que realizavam a cobertura da manifestação foram atingidos com spray de pimenta por um policial visivelmente alterado, que ainda incitava a população. Alguns moradores tentaram chamar-lhe a atenção, mas o policial se manteve agindo de forma ameaçadora com um spray de gas na mão.

Os moradores compareceram a Prefeitura da Serra para uma reunião com o Prefeito Audifax Barcelos na tarde do dia 04/08. A reunião que tinha sido agendada para as 15:30 so iniciou com a chegada do Prefeito apos as 16:00.

Nesta semana estaremos apresentando uma entrevista com a comissão de negociação sobre o resultado da reunião.

Imagens: Claudio Pinho
Jornalista Responsável: D’Lourdes Pinho

TV Serra – A WebTV que faz o seu estilo
www.tvserra.com

Deixe uma resposta